sábado, 4 de maio de 2013

TESE 2ª: ISRAEL RECEBE DINHEIRO AMERICANO

Mas, quem no Terceiro Mundo nom o recebe? E de diversas fontes? O Egipto recebe dinheiro russo e dinheiro americano; a Transjordânia (hoje Jordânia) recebe dólares americanos e dinheiro dos emirados petroleiros; o Marrocos e a Tunísia beneficiam-se dum plano de ajuda americano, bem como o Paquistám e a Índia. A Argélia, que se vangloria de pureza revolucionária, sabem que comercia 80% com o Ocidente e nom com a URSS?

A maioria das ex-colónias francesas recebem umha ajuda da França; o governo francês orgulha-se muito disso. Porque apenas se fala nos americanos? É que o dinheiro francês será mais inocente? Sim, mas, retorque-se, Israel recebe dinheiro sobretodo americano, enquanto os países árabes recebem principalmente dinheiro russo, o qual é oferecido sem contrapartidas. Isto é: a contrapartida procurada e obtida polos russos é polo menos política e estratégica. No início da descolonizaçom, persuadi-me, ao ver mais de perto o contencioso económico entre a França e as suas colónias, que as vantagens militares, estratégicas e políticas eram mais importantes que as económicas, as quais foram abandonadas aos grandes colonos e a algumhas sociedades. 

De resto, Israel recebe acima de todo dinheiro judeu, quer americano ou nom, isto é, do seu próprio povo para o qual foi fundado. Isto nom é um indício dum mistério escuro, como se tem sugerido, mas sim a garantia dumha independência relativa. Nom se repete, com efeito, que a independência económica é o signo mais seguro da liberdade dumha jovem naçom?

Trecho tirado de "O sionismo, israel e o Terceiro Mundo: semelhanças, especificidades e afirmações nacionais", de Albert Memmi (1972).

Sem comentários:

Enviar um comentário